Ballet

A base para todos os outros estilos.

Ballet é uma palavra francesa que teve sua origem na palavra italiana balletto, um diminutivo de ballo(dança) que vem do latim balloballare, que significa “dançar“, que por sua vez vem do gregoβαλλίζω” (ballizo), “dançar, pular”. 

Ballet é um estilo de dança performativa que se originou durante o Renascimento Italiano no século XV e que mais tarde chegou a França e à Rússia. A partir daí, tornou-se um estilo amplamente e altamente técnico, com seu próprio vocabulário com base na terminologia francesa. Esta modalidade tem uma influência global e definiu as técnicas fundamentais usadas em muitos outros géneros e culturas de dança. O Ballet tem sido ensinado em várias escolas por todo o mundo, que historicamente incorporaram a sua própria cultura e, como resultado, levou esta arte a evoluir de várias maneiras distintas, originando metodologias distintas (por ordem cronológica):

  1. École Française (França)
  2. Royal Danish Ballet (August Bournonville, Dinamarca)
  3. Método Checchetti (Enrico Checchetti, Itália)
  4. Royal Academy of Dance (Inglaterra)
  5. Método Vaganova (Agrippina Vaganova, Rússia)
  6. Método Balanchine (George Balanchine, USA)
  7. Método Cubano de Ballet (Alicia e Fernando Alonso, Cuba).

O Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sánchez segue a metodologia da Escola Cubana de Ballet, a metodologia mais recente, mas também a mais arrojada.

O método cubano reúne o melhor das metodologias anteriores ao espírito e físico latino-americanos, numa combinação perfeita de adequação às condições físicas, à musicalidade e à expressão artística latinas.

As aulas são bem expansivas e trabalham muito com allegros, baterias e giros. Os bailarinos cubanos são conhecidos pela sua agilidade e força.